0
0

Dicas e Novidades

03 de Julho Mau Hálito: O problema é de estômago?

Mau Hálito: O problema é de estômago?

Muitas pessoas acreditam que a halitose, mais popularmente conhecida como mau hálito, seja causada por problemas relacionados ao estômago. Isso não é totalmente errado, porém a maioria das causas não tem relação com problemas do sistema digestório. Existem duas situações onde o mau hálito pode ser atribuído ao estômago: eructação gástrica, ou arroto, e refluxo gastroesofágico, quando há deficiência no funcionamento da válvula que separa o esôfago do estômago. 

O mau hálito pode decorrer de hábitos alimentares, por exemplo, consumo de alimentos ricos em cebola e alho vão gerar um hálito característico, que podem incomodar não só o próprio paciente, mas também as pessoas no seu entorno. Alimentos derivados do leite também levam a um hálito decorrente da fermentação. Outro causador importante de mau hálito é o cigarro.

Os maiores culpados pelo mau hálito são as alterações da cavidade bucal, desde doenças das gengivas e dos próprios dentes, a má higiene oral, além de doenças do sistema respiratório superior, como rinite e sinusite crônica.

A halitose deve ser sempre investigada, pois há uma pequena parcela dos casos que pode estar associada a doenças sistêmicas, como deficiências renais ou hepáticas, diabetes, sinusite, problemas respiratórios e amídalas inflamadas, além de canceres de boca, esôfago.

A investigação também deve incluir o exame detalhado da boca, da língua e da parte dentária, pois resíduos, placas bacterianas e bactérias podem ficar acumulados em várias regiões da boca. “Gengivite e periodontite são causas de halitose e merecem tratamento.

O paciente com halitose grave tem vergonha de se expor, de conversar e de conviver socialmente, por isso nunca deve ser considerado um problema menor, e sempre buscado tratamento.

Dr. Paulo Oliveira Braga Gastroenterologista com área de atuação em Endoscopia Digestiva (CRM 52.87052-8)

Compartilhe nas redes sociais: